Verbo + ING é sempre verbo? – PARTE 1

Nope!

Para aqueles que estão apenas iniciando um curso de inglês esta informação pode até assustar. Mas pode ter certeza que vai te ajudar muito! Quando usamos -ING?

1. Quando utilizamos os tempos Continuous/Progressive. Aproveite e teste Simple Present or Present Progressive?

  • I´m driving down the road. (Present Continuous)
  • She was reading a magazine when I last saw her. (Past Continuous)
  • I´ve been waiting for you for hours. ( Present Perfect Continuous)

 

2. Usamos final ING em adjetivos:

  • That little boy is so annoying.
  • Karl made an interesting comment.
  • Traveling abroad is really exciting.

 

3. Usamos final ING para o sujeito da frase:

  • Travelling abroad is exciting.
  • Studying  a foreign language is important.
  • Walking is a good exercise.
  • Drinking and driving is dangerous.

 

4. Depois de preposição usamos ING: quando o verbo vem logo após uma preposição, usamos ING

  • I´m sorry for being late.
  • I´m interested in buying a new house.
  • This is a way of living.
  • After leaving the house, she went straight to the doctor. 

 

Existem ainda verbos que somente são seguidos por ING (gerúndio), outros que são seguidos por  TO (infinitive) e ainda outros que mudam ou não o sentido da frase independente do gerúndio ou infinitovo que vem depois. Como assim? Exemplo:

  • She stopped smoking.
  • She stopped to smoke.

 

Estas duas frases tem a mesma tradução? Querem dizer a mesma coisa? O que você acha? Deixe seu comentário. Esclareceremos as dúvidas no próximo post sobre este assunto, PARTE 2. That´s all for now.

6 Respostas para “Verbo + ING é sempre verbo? – PARTE 1

  1. Porque algumas palavras mudam de significado quando traduzida para o inglês?
    ex: água viva fala-se jellyfish e não living water,assim como butterfly,etc.

    • Hi Gabrielle,

      Interessante a sua pergunta.
      E para respondê-la precisamos entender algumas coisas.
      O português é nossa língua mãe. Nunca paramos para pensar porque chamamos borboleta de borboleta por exemplo. Borboleta vem do latim bellus e belbellita. Há ainda a versão que conta que borboleta deriva de uma brincadeira de crianças… uma longa história…. Mas para saber que uma borboleta é uma borboleta, nunca ninguém precisou explicar isto pra gente.

      Na versão em inglês, butterfly, de acordo com the Oxford English Dictionary, surgiu no século XII. Ninguém tem certeza da razão pela qual este inseto é assim chamado em inglês, mas acredita-se que bruxas assumiam forma de borboletas para roubar manteiga, logo os povos da época associaram este fato ao inseto e assim o batizaram.

      Aliás os povos, através dos tempos, acabam inventando novos nomes de acordo com suas próprias experiências ou tomam por base palavras de outras línguas, daí tanta variação e riqueza de um idioma para outro.

      Etimologia é a parte da gramática que trata da história ou origem das palavras e da explicação de seus significados através da análise dos elementos que as constituem. E é estudando a etimologia que entramos numa verdadeira viagem no tempo.

      O nosso português tem origem no latim. O inglês tem suas raízes anglo-saxônicas. Com este fato apenas já dá pra ter ideia de quantas diferenças existem no vocabulário, comparando um idioma com o outro. Para uma comunicação efetiva em um novo idioma, não precisamos necessariamente conhecer a etimologia de cada palavra. Precisamos sim entender qual é a palavra ou expressão equivalente em nossa língua, saber em que situação utilizá-la. Veja o exemplo:
      I always have butterflies in my stomach before a test.Sempre me dá um frio na barriga antes de um teste.

      Caso você esteja curiosa sobre a origem da língua inglesa, sugiro a leitura de um artigo de Ricardo Schütz : http://www.sk.com.br/sk-enhis.html

      Poderíamos ainda aqui falar sobre “collocations”, expressões idiomáticas, gírias. Assuntos que “dão pano pra manga”. Falando em manga…olha que palavra engraçada. Podemos comer uma manga e também podemos usar uma manga curta.😉

      Espero ter ajudado. Have a great weekend.

  2. Gostaria dos outros casos:
    gerundio: Somente com ing, somente com o to, e os casos que eu posso usar os dois .
    please help me

  3. Eu acho que elas tem trduções diferentes:
    Eu parei de fumar
    eu parei para fumar
    É isso mesmo?

    Brigadim

    • Hi…Obrigada por enviar a sua dúvida.

      Yes, that´s right! As duas frases tem significados diferentes.

      Eu parei de fumar. -I stopped smoking.
      Eu parei para fumar. – I sttoped to smoke.

      O verbo to stop admite as duas formas: gerúndio e infinitivo. Mas, com significados diferentes.

      Veja no blog o post https://englishems.wordpress.com/2010/10/12/verbo-ing-e-sempre-verbo-parte-2/
      onde tratamos sobre os casos:
      1. Verbos que admitem Gerúndio e Infinitivo, no entanto em alguns casos com mudança de significado, como no caso do verbo TO STOP.
      2. Verbos que admitem somente Gerúndio
      3. Verbos que admitem somente Infinitive.

      Após a leitura do post se ainda persistirem as dúvidas, manda um recadinho pra gente, ok!

      Na internet, em livros você encontra listas enormes de verbos que aceitam Gerúndio, Infinitivo e ambos. Não adianta sair enlouquecido para decorar as listas. Sugiro que observe o que ocorre com os verbos quando estiver assintindo um filme, lendo uma revista, ouvindo um podcast. Observe e coloque em prática. Aos poucos você irá conhecendo todos os verbos e não vai precisar decorar nenhuma lista.😉

      Have a good one.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s